segunda-feira, 12 de outubro de 2015

MÉTODO PRÁTICOS DE CRASE.....







MÉTODO PRÁTICO DE CRASE


SUBSTITUIR OS PRONOMES, RESPECTIVAMENTE, POR “ISTO” OU “ESTE”, OBSERVANDO A PRESENÇA OU NÃO DA PREPOSIÇÃO.

AQUILO> ISTO= AQUILO
AQUELE> ESTE=AQUELE
AQUILO> A ISTO=ÀQUILO
AQUELE> A ESTE= ÀQUELE



EXEMPLOS: O POVO NÃO OBEDECIA AQUELA (?) LEIS.
O POVO NÃO OBEDECIA A ESTAS LEIS.
O POVO NÃO OBEDECIA ÁQUELAS LEIS.


EXEMPLO: NINGUÉM ACEITOU AQUILO(?).
NINGUÉM ACEITOU ISTO.
NINGUÉM ACEITOU AQUILO.

MÉTODO PRÁTICO PARA SABER SE HÁ ARTIGO

SE ESTOU NA OU VOLTO DA, PODE HAVER CRASE NO ª
SE ESTOU EM OU VOLTO DE , CRASE PRA QUÊ?

Crase


A + A = À
A + AQUELA = ÀQUELA
A + AQUELE = ÀQUELE
Regra geral – usa-se ( ` ) antes de nomes femininos.


- Retornou à igreja.
Retornou ao templo.

- Nomes própios femininos:
a) De pessoa:
Refiro-me a Lara. (facultativo a crase)
Refiro-me à charmosa Lara.  crase
Refiro-me à Lara, minha noiva.  obrigatória

b) De pessoa histórica – (não se usa crase)
Fez referência a Joana D’Arc.
Refiro-me a Maria Ortiz.

c) De lugar
Retornei à Paraíba.
Iremos a Cariacica.
Macete: Trocar por
EM - NA
DE - PELA
POR - DA
 
Não usa usa


Obs.: 1) Se o nome de lugar vir modificado, então, usaremos crase.
Iremos à charmosa Cariacica.
Retornaremos à Fortaleza dos bravos tapuias.


2) ESFIHA - países e continentes femininos  facultativo
Essa regra funciona com todos países e continentes que comecem com as letras de ESFIHA.


1. Crase de preposição a + artigo a/as
A regra geral determina que ocorrerá crase:

1) Se o termo regente exigir a preposição a: chegar a, contrário a.
2) Se o termo regido aceitar o artigo a/as: a escola, a idéia.

Cheguei à escola.
Sou contrário à idéia de trabalhar em casa.

Mas, se ocorrerem essas duas condições, não haverá crase:

Conheço a escola.

No exemplo acima não ocorre a crase porque falta a primeira condição: o termo regente não exige preposição.

Cheguei a Curitiba.

No caso acima, não ocorre a crase porque falta a segunda condição, ou seja, o termo regido não aceita artigo.

2. Dicas
Há duas dicas simples que ajudam a saber quando ocorre crase:

1) Substituir a palavra feminina por outra masculina. Se ocorrer a forma ao é sinal de que a crase:

Fui a sala (?). Fui ao salão

Portanto, o correto é: Fui à sala.

Estavam frente a frente (?). Estavam lado a lado.

Portanto, o correto é: Estavam frente a frente.




2) Substituir a preposição a por outras, tais como para, de, em. Se o artigo aparecer é sinal de que ocorreu crase:

Fui a Itália (?). Fui para a Itália.

Portanto, o correto é: Fui à Itália.

Fui a Cuba (?). Fui para Cuba.

No exemplo acima o artigo não aparece. Portanto, o correto é: Fui a Cuba.

3. Casos facultativos
Pode ou não ocorrer crase:

3) Antes de nomes próprios femininos:

Referiu-se à Luísa ou Referiu-se a Luísa

4) Antes de pronomes possessivos femininos:

Referiu-se a tua mãe ou Referiu-se à tua mãe

Atenção: nesses e em outros casos semelhantes, as dúvidas também podem ser resolvidas pelas mesmas dicas explicadas no item 2.

4. Crase antes de pronomes
5) Antes dos pronomes a que, a qual
Ocorre crase se o masculino correspondente for ao que, ao qual

Esta cerveja é superior à que você comprou.
Este vinho é superior ao que você comprou.

Esta é a decisão à qual chegamos.
Este é o ponto ao qual chegamos.



6) Antes dos pronomes aquele(s), aquela(s), aquilo.
Ocorre crase sempre que o termo regente exigir preposição a:

Fui àquele comício.
Sou avesso àquela idéia.

5. Expressões adverbiais, prepositivas e conjuntivas femininas
Sempre ocorre crase nestas expressões: às duas horas; à tarde; à direita; à esquerda; às vezes; às pressas; à frente de; à medida que...

Atenção: além dos casos acima, algumas expressões recebem o acento grave, mesmo que não haja a união de duas vogais, ou não ocorra a crase. Este é um recurso normalmente usado para tornar a frase mais clara:

Cortar à faca / vender à vista / bordar à mão

Casos Especiais:
a distância
Borges e Arthur falavam a distância.
Borges e Arthur falavam à distância de 2 cm.

a moda
Comiam arroz à carreteiro.
Vítor usa cabelos à Clodovil.

Hora
Chegamos às sete horas.
Chegarei daqui a uma hora. a duas horas.
Casa
Cheguei a casa cedo.
Irei à casa de Danielle.
à casa de verde.
terra  em oposição o ar, água, ou bordo, não se usa crase.
Os urubus vêm a terra pousar.
Os nautas desceram a terra.
Irei à terra de meus avós.
Quando mortos desceremos à terra.




Crase Facultativa:
Nome próprio feminino de pessoa não-especificado.
Refiro-me à Rafaela.
a
ESFIHA
Até a = até à
Antes de pronome possessivo adjetivo feminino.
Refiro-me a minha irmã e não à sua. à






Crase Proibida:
7) Antes de nomes masculinos
Referia-se a Demóstenes.

8) Antes de verbo
Romero ficou a ver navios.

9) Entre palavras repetidas
Romero e André ficaram frente a frente.

10) Antes de pronomes
a) oblíquo tônico
Referia-se a ela.
Dirigia-se a mim.

b) de tratamento
Referia-se a Vossa Excelência.
Falei à senhorita.

c) Demonstrativos
Falei a esta moça.
Falei a este rapaz.

d) Indefinidos
Referia-se a cada aluna.
Falava a ninguém.

e) relativos (quem, cujo, cuja)
Esta é a aluna a quem me referi.
Esta é a cantora a cuja voz referi-me

f) relativo (que)
Dirigiu-se a loja a que me referi.
Disse a que chegou coisas boas.



EXERCÍCIOS:Termos essenciais Sujeito / Predicado


Termos essenciais  Sujeito / Predicado









EXERCÍCIOS Nº DECIMAIS

30 EXERCÍCIOS Nº DECIMAIS

Nº DECIMAIS



                                Matemática Básica - Aula 14 - Números decimais (parte 1)




                               Matemática Básica - Aula 14 - Números decimais (parte 2)






42 exercícios predicativo do sujeito e do objeto


PREDICATIVO DO SUJEITO E DO OBJETO
_________________________________________________________

VÍDEOS AULAS:






► A função do predicativo é expressar uma característica do sujeito, ou do objeto, daí termos dois tipos de predicativo: do sujeito e do objeto.

1. Predicativo do Sujeito – é o termo que exprime um atributo, um estado, um modo de ser do sujeito.

O predicativo do sujeito prende-se a um verbo de ligação, que une o predicativo ao sujeito. 

O predicativo do sujeito será sempre o núcleo do predicado nominal

A função de predicativo do sujeito pode ser exercida por um:

Adjetivo: A tentativa resultou inútil.

Substantivo: A ilha parecia um monstro.

Numeral: As partes do corpo humano  são três.

Advérbio: Ela  não está bem com o marido.

Pronome: Meu carro é aquele.

Observação: O predicativo do sujeito pode ligar-se ao sujeito por meio de verbos que substituam o verbo de ligação: 

Todos andam (estão) apreensivos. / Ele seacha (está) acamado.


► Os verbos de ligação não têm (ou perdem em certos contextos) um sentido definido (não traduzem ações); limitam-se a transmitir a ideia em referência a um estado do sujeito: permanente (ser), transitório (estar, andar, achar-se), aparente (parecer)continuidade de estado (ficar, continuar, persistir, permanecer), mudança de estado (ficar, vir, virar, tornar-se, acabar).

 Exemplos:
  O mar estava agitado. / A mesa era de mármore.

  A árvore ficou sem folha. / Os premiados foram dois.

  Os nossos saíram vitoriosos. / A vida tornou-se insuportável.

Observações:
1ª. O predicativo do sujeito também entra na constituição do predicado verbo-nominal: O trem chegou atrasado=> O trem chegou (e estava) atrasado. / A velha voltou para casa tranquila. => [...] voltou para casa (e estava) tranquila.

2ª. Para evitar a ambiguidade ou por motivo estilístico, pode o predicativoanteceder ao sujeito e até mesmo ao verbo: Completamente feliz ninguém é. / Que linda estava Maria da Glória.  - São horríveis essas coisas!

3ª. Uma maneira prática de se identificar o predicativo do sujeito é excluir o verbode ligação e observar se na oração continua a existir uma unidade significativa:Minha namorada  está atrasada. => Minha namorada atrasada.
2. Predicativo do Objeto – é o termo da oração que nos informa alguma coisa do objeto; geralmente do objeto direto e, mais raramente do indireto. 

Segundo Celso Luft (Moderna Gramática Brasileira, 2002, p.54), "não existe predicativo do objeto indireto. 


O exemplo, único, que se costuma dar é chamar – a alguém X. 


Esse a alguém (a Pedro, etc.) é simplesmente um objeto direto preposicionado: a preposição é suprimível; e desse objeto direto regido do a facultativo tira-se um lhe analógico, falso objeto indireto: um lapso consagrado pelo uso: Chamar a alguém poeta => Chamar-lhe (= chamá-lo) poeta".


O predicativo do objeto pertence ao predicado verbo-nominal e sua função pode ser representada por um substantivo, ou adjetivo

Exemplos:

  Acho os teus direitos indiscutíveis. / O Juiz julgou o réu culpado.

  Nós julgamos o fato milagroso.

  Maria comprou rosas perfumadas.

  Ele acha-se um gênio / Os policiais pediam calma absoluta.

Observações:

1ª. O predicativo do objeto direto pode vir regido de preposição (facultativa):

  Alguns chamam o rapaz (de) impostor.

  Muitos consideram o professor (como) um sábio.

2ª. Para evitar a ambiguidade ou por motivo estilístico, pode o predicativoanteceder ao objeto:

 Julgo inoportuna essa viagem. / Acho indiscutíveis os teus direitos


PREDICATIVO DO SUJEITO E DO OBJETO
_____________________________________________________________
Caderno de Exercícios

Resultado de imagem para PREDICATIVO DO SUJEITO E DO OBJETO
Identifique e Classifique o Predicativo nas orações abaixo:
O1. O menino estava ansioso.

O2. Os alunos são inteligentes.

O3. A bandeira é o símbolo da pátria.

04. Raros são os verdadeiros líderes.

05. O trem chegou atrasado.

06. E até embriagado o vi muitas vezes.

07. Eles devem ser irmãos.

08. Meu tio anda sempre doente.

09. Aquele homem é um guarda-noturno.

10. O cosmonauta foi aclamado como herói.

11. Estavam roxos os olhos da criança.

12. A atriz permaneceu sentada e parecia abatida.

13. O dono da loja nomeou a funcionária gerente.

14. O povo elegeu-o deputado.

15. O gato de porcelana virou um monte de caco.

16. Os alunos desconfiados deixaram o colégio.

17. A vida é um eterno recomeçar.

18. Marta entrou séria.

19. O soldado foi julgado incapaz.

20. A falta de perspectivas deixa o povo desesperado.

21. Marciano marchava tenso.

22. Os indicadores da pesquisa não são animadores.

23. A Ministra considerou baixa a inflação.

24. São horríveis essas coisas.

25. O atleta virou herói nacional.

26. Quem são esses homens?

27. Consideram irrisório o salário.

28. Ando desconfiado, esse homem parece um espião.

29. Os policiais pediam calma absoluta.

30. O crespúsculo vai ficando mais palido.

31. Consideram-no um sonhador.

32. José chegou cansado.

33. Sílvio e Gabriela passeiam felizes.

34. Fumar é um vício.

35. Joana comprou flores perfumadas.

36. Os alunos sairam da prova confiantes.

37. Considero inexecutável o projeto exposto.

38. As águas podiam estar poluídas.

39. Os adultos consideram as crianças sapecas.

40. Elegeram Marcos representante da classe.

41. O empresário nomeou gerente o irmão.

42. Os alunos estudaram atentos para o concurso.®Sérgio.


PREDICATIVO DO SUJEITO E DO OBJETO
_____________________________________________________________
Gabarito dos Exercícios

O1. O menino estava ansioso. (PS)

O2. Os alunos são inteligentes. (PS)

O3. A bandeira é o símbolo da pátria. (PS)

04. Os verdadeiros líderes são raros. (PS)

05. O trem chegou atrasado. (PS)

06. E até embriagado vi muitas vezes. (= Vi Paulo embriagado) (PO)

07. Eles devem ser irmãos. (PS)

08. Meu tio anda (está) sempre doente. (PS)

09. Aquele homem é um guarda-noturno. (PS)

10. O cosmonauta foi aclamado herói. (PS)

11. Estavam roxos os olhos da criança (Os olhos da criança 
estavam...). (PS)

12. A atriz permaneceu sentada (PS) e parecia abatida (PS).

13. O dono da loja nomeou a funcionária gerente. (PO)

14. O povo elegeu-o deputado. (= O povo elegeu Marcos...) (PO)

15. O gato de porcelana virou um monte de caco. (PS)

16. Os alunos deixaram o colégio desconfiados. (PS)

17. A vida é um eterno recomeçar. (PS)

18. Marta entrou séria. (PS)

19. O soldado foi julgado incapaz. (PS)

20. A falta de perspectivas deixa o povo desesperado. (PO)

21. Marciano marchava tenso. (PS)

22. Os indicadores da pesquisa não são animadores. (PS)

23. A Ministra considerou a inflação baixa. (PO)

24. São horríveis essas coisas (= Essas coisas são horríveis). (PS)

25. O atleta virou herói nacional. (PS – Mudança de estado)

26. Quem são esses homens? (= Esses homens são quem?) (PS)

27. Consideram salário irrisório. (PO)

28. Ando (estou) desconfiado, esse homem parece um espião. (PS)

29. Os policiais pediam calma absoluta. (PS)

30. O crepúsculo vai ficando mais pálido. (PS)

31. Consideram-no (no = você) um sonhador. (PO)

32. José chegou cansado. (PS)

33. Sílvio e Gabriela passeiam felizes. (PS)

34. Fumar é um vício. (PS)

35. Joana comprou flores perfumadas. (PO)

36. Os alunos sairam da prova confiantes. (PS)

37. Considero o projeto exposto inexecutável(PO)

38. As águas podiam estar poluídas. (PS)

39. Os adultos consideram as crianças sapecas. (PO)

40. Elegeram Marcos representante da classe. (PO)

41. O empresário nomeou o irmão gerente. (PO)

42. Os alunos estudaram atentos para o concurso. (PS)